21/07/2010

A ESTRADA DO FUTURO

Sempre surge o momento apropriado para se fazer uma avaliação do que foi para cada um de nós o período que acabamos de concluir. É a hora de avaliar como conduzimos nossa vida - ou se fomos por ela levados. Nessas ocasiões, temos oportunidade de pensar sobre nosso fututo, de traçar planos para o que queremos de nossa vida e imaginar como transformar esses intentos em realidade.
Ao projetar nossos caminhos para o porvir, algumas referências merecem ser consideradas. Em primeiro lugar, só adianta pensar sobre as coisas que estão ao nosso alcance - basear nossos projetos em ganhar na loteria é inútil e frustrante. Em seguida, precisamos visualizar qual é nosso verdadeiro limite. Muitas vezes consideramos alguns caminhos fora de nossas possibilidades por não valorizarmos a capacidade de empenho, dedicação e disciplina que na verdade temos. E não se pode desprezar a força da fé. Para quem carrega em seu coração a confiança em uma ajuda que vem de uma força superior, a possibilidade de conquistar uma realização se torna mais próxima.

2 comentários:

sandra disse...

Bonitas palavras, mais nem sempre conseguimos alcançar o nosso objetivo. A vida acaba nos levando para outros caminhos, e esse caminho pode não ser bem aquele que a gente sonhou.

Luiz Alberto Py disse...

Flexibilidade é uma palavra chave para a forma de lidarmos com nossos caminhos na vida. Só depois dos 50 anos pude recuperar projetos da minha infância. Mas a gente chega onde quiser se souber esperar. Vou postar um texto sobre as lições que aprendi com o mar.