03/01/2011

CONFIANÇA NAS ESCOLHAS

Fazer uma opção significa abrir mão de diversas outras alternativas. O exemplo mais evidente consiste na eleição de um companheiro ou companheira para a vida. Quando nos decidimos por alguém, abrimos mão de todas as outras pessoas. Às vezes sentimos nossa escolha como perda, porque ingenuamente valorizamos mais as possibilidades que perdemos do que o que estamos, de fato, conquistando. Isto faz parte da natureza humana.

Quando assumimos uma alternativa, é importante aproveitar tudo o que há de positivo nela e ver os aspectos favoráveis como um prêmio pela escolha. Faz parte também da natureza humana viver momentos de arrependimento pelas escolhas que fazemos. Por melhor que tenha sido nossa decisão, sempre haverá um instante em que alguma coisa errada acontece e a tendência é duvidar do acerto da opção. Quando isto acontecer, devemos compreender que é um sentimento natural, e afastar a dúvida. Sigamos confiantes nossa escolha. Às vezes surge um medo de ter selado, com uma escolha, uma infelicidade eterna; o que não se justifica. Sempre existe a possibilidade de se consertar os erros e começar vida nova. Enquanto estamos vivos, a felicidade é sempre possível.

Um comentário:

Caixas em Artes disse...

Tão animada, que estava, por ter sido sorteada, que pulei esse post. Mas costumo dar uma nova lida em todos. Esse, em especial, me ajuda a manter confiança em minha mais dolorida escolha. Soberbo...